GIH de Formosa prende autor do crime contra suposto segurança que matou seu irmão

Irmão buscou justiça com as próprias mãos

Na manhã do dia (03/03/2021) o Grupo de Investigação de Homicídios de Formosa cumpriu mandado de prisão preventiva em desfavor de suspeito da prática de crime de homicídio.

O crime aconteceu no setor pantanal

Restou esclarecido no inquérito policial que o suspeito, motivado pela vontade de fazer justiça com as próprias mãos, aos 05 (cinco) dias do mês de setembro do ano de 2020, dirigiu-se até as proximidades de uma barbearia localizada no Setor Pantanal em uma motocicleta Honda CB Twister de cor vermelha.

Ao chegar no local ele desceu da motocicleta e foi em direção à vítima que estava aguardando para cortar o cabelo. A vítima se encontrava presa e tinha saído da Casa de Prisão Provisória de Formosa no dia dos fatos.

Ao descer da motocicleta o suspeito então sacou de uma arma de fogo tipo pistola e efetuou vários disparos de arma de fogo em direção à EDSON MOTA COSTA. Este foi ferido e ainda tentou correr, mas caiu em uma residência nas proximidades do local – local onde foi posteriormente encontrado sem vida.

Acertou de raspão a namorada de Edson

O autor, após realizar os disparos – que inclusive acertou “de raspão” a namorada de EDSON – se evadiu do local.

Posteriormente ele guardou a arma de fogo em um veículo VW Jetta de sua propriedade e deixou o carro na casa de um vizinho.

O veículo e a arma chegaram a ser apreendidos pela Polícia Militar logo em seguida.

Crime teve relação com outro crime

Restou esclarecido ainda que o homicídio tem como pivô uma história envolvendo a advogada e ex-esposa do irmão do autor de nome GERNANDY DE JESUS MOURA. Isto porque às 07:00 horas do dia 11 (onze) do mês de janeiro do ano de 2020 EDSON MOTA COSTA efetuou vários disparos de arma de fogo em direção à GERNANDY DE JESUS MOURA. Na ocasião GERNANDY foi até à residência da advogada – sua ex-esposa – local onde foi baleado e morreu.

Todo o crime foi filmado pelas câmeras de segurança da residência. Na ocasião EDSON MOTA COSTA foi indiciado pela prática do crime de homicídio qualificado. Após tal fato ele chegou a ser preso em flagrante pela Polícia Militar pela prática de crime diverso.

Arma não tinha registro

Exatamente no dia que ele saiu da prisão o suspeito, irmão de GERNANDY DE JESUS MOURA, logrou êxito em encontrar EDSON MOTA COSTA e ceifar a sua vida – na tentativa de fazer justiça com as próprias mãos.

O Grupo de Investigação de Homicídios ainda esclarece que EDSON MOTA COSTA nunca exerceu a função de “segurança” – seja formal ou informalmente – e que a arma utilizada à época no crime na casa da advogada era irregular (sem registro).

O inquérito policial foi concluído e será encaminhado ao Poder Judiciário para que o Ministério Público promova a responsabilização penal do autor.

O suspeito se encontra recolhido na Casa de Prisão Provisória de Formosa à disposição do Poder Judiciário.

policiacivil
#pcgo #gih #homicidios #11drp