Grupo de Investigação de Homicídios de Formosa resolve caso Marcelo

Marcelo da elétrica dois irmãos

Na tarde do dia 08 do mês de janeiro de 2021 o Grupo de Investigação de Homicídios de Formosa (com o apoio do 1º e 2º DDP e do GEPATRI) cumpriu mandado de prisão preventiva em desfavor de um dos mandantes e do atirador do crime que vitimou MARCELO PEREIRA DOS SANTOS, proprietário da Auto Elétrica 2 Irmãos.

A vítima era agiota e às 19:00 horas do dia 26 do mês de agosto do ano de 2019, na cidade de Formosa, mais precisamente à Avenida Lagoa Feia, nº 835, Setor Formosinha, estava na porta do seu estabelecimento comercial quando recebeu vários disparos de arma de fogo tipo revólver.

Segundo levantado na investigação devedores não quitaria as dividas

O GIH iniciou as investigações e logrou êxito em esclarecer que o crime foi motivado pela vontade de dois devedores em não quitar as dívidas de agiotagem com MARCELO.

Em razão disso foi contratado (mediante pagamento) um terceiro indivíduo para ceifar a vida da vítima.

GIH/Formosa

No dia de hoje o GIH/Formosa logrou êxito em cumprir mandado de prisão preventiva em desfavor de um dos mandantes que se encontrava na cidade de Formosa.

Ao mesmo dia, em operação conjunta com a Departamento de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado do Distrito Federal PCDF (DECOR/PCDF) foi ainda cumprido, naquela unidade da federação, mandado de prisão preventiva em desfavor da pessoa paga para exercer a função de atirador no dia do crime.

O inquérito policial já foi concluído e será encaminhado ao Poder Judiciário para que o Ministério Público promova a responsabilização penal dos autores.

Operação Trapezita

Trapezita era um termo utilizado na Grécia Antiga para se referir à função de banqueiro. Posteriormente foi utilizado no Império Romano como sinônimo de agiota.

Um dos autores do crime, segue foragido.

GIH/Formosa Delegado Danilo Menezes