Para a convivência humana artigo do Padre Joacir d’Abadia

Chego até você por meio desta reflexão num tempo difícil que estamos passando. O mundo inteiro vive esta instabilidade provocada pela pandemia do coronavírus. Para tanto, quero refletir com você a respeito da “Convivência Humana”, uma vez que o grande clamor da humanidade nestes últimos meses foram o “isolamento social”, o qual por um instante se fez necessário.

Pois bem! Você já deve ter percebido, a convivência humana, a qual nos ajuda ser mais gente, cada dia está abalada com a pandemia que persiste continuar no nosso meio. O que se tem pra fazer, em casa, é conviver, certo? Muitos pais estão dentro de casa, com seus filhos, fazendo trabalho e estudando outros já estão voltando “ao normal”. Tudo isso de forma “online” ou presencial. Tanto os pais quanto os filhos precisam de concentração para realizarem seus ofícios seja em casa, no trabalho ou na escola.

A convivência é colocada em prática aqui seguindo 5 dicas:

01 – Confie no ser humano. Você pensa que é muito difícil confiar nas pessoas? Confie, antes de tudo, no ser humano que é você mesmo, de forma a se permitir enxergar, em si, o que ninguém vê.

02 – Permita-se amar. Você se ama? Ame ao extremo, ao ponto de se sentir feliz com o “sofrimento” que o amor pode causar em sua vida.

03 – Use a palavra perdão. Tenha certeza: o perdão será continuamente um alívio pois vai além do corpo, chega até a alma. Poucas pessoas usam essa palavra perdão! Você não é “pouca pessoa”, antes, uma pessoa. Então, perdoe.

04 – Acredite nos seus potenciais. Se você não acreditasse naquele ser humano que existe dentro de você, não seria a pessoa respeitada e amada que és.

Acreditar em si mesmo é o primeiro passo na caminhada em busca da realização de seus sonhos. E por mais difíceis que eles pareçam, pode acreditar, são necessários.

  1. “Faça ao outro aquilo que gostaria que fosse feito a você mesmo”. Não importa as circunstâncias, faça e será recompensado de alguma forma, porque a vida é recíproca às mínimas atitudes que você faz.

Assim, depois destes passos se pode aprender alguma coisa:

_primeiro ensinamento pra você: “nunca diz: ‘não dou conta, não consigo’”.

_Segundo passo para autoconhecimento e vivência: dizer a si mesmo: “vou tentar”.

_Por fim, o terceiro passo: “confiou em si mesmo”. Tentou? Então, assuma: “antes feito do que perfeito”. Faça, tente, repita várias vezes sua tentativa, pois você alcançará o seu “feito”, mesmo que ainda não esteja totalmente perfeito, porém estará feito. Faça com que sua vivência lhe ajude no relacionamento, pois ela pode ser fácil na medida que mais humana se torna. Cada um pode confiar no outro, porque desta confiança que emerge forças para superar os obstáculos da vida.

Padre Joacir d’Abadia, filósofo autor de 12 livros, Especialista em Docência do Ensino Superior, Bacharel em Filosofia Teologia, Licenciando em Filosofia, Professor de Filosofia Prática.
Membro das Academias: ALANEG, ALBGO e FEBACLA e da “Casa do Poeta Brasileiro – Seção Formosa-GO”, Coordenador da Pastoral do Diálogo Inter-Religioso.