artista-de-formosa

O Dono da Hospedaria

Um casal me bate à porta numa noite singular. Já levanto e me pergunto: A essa hora, quem será? – De Nazaré proviemos para o recenseamento. Forasteiros aqui somos em busca de alojamento. Sou trabalhador honesto, por abrigo peço auxílio para mim e para ela, que, olhai, espera um filho. Sou José, um carpinteiro, e …

O Dono da Hospedaria Leia mais »